O Costão

São formações rochosas da beira mar que são sujeitas a um regime de marés, e aonde vivem organismo, tanto plantas como animais, formando comundidades com características muito peculiares. Eles passam parte da vida cobertos pelo mar e parte descobertos.
Em São Paulo, nós encontramos costões desde o litoral norte até o litoral sul, nas regiões de Ubatuba, São Sebastião, Guarujá ... encontramos vários trechos de costões.
Nos costões existe também uma cadeia alimentar própria. E organismos se distribuem em função de fatores, tanto abióticos, por exemplo as marés, e por fatores bioóticos como a competição e a predação. Os organismos estão sujeitos a períodos em que eles estão cobertos pela água e períodos em que eles estão descobertos, sujeitos a chuva, dissecação e insolação. Esses organismos tem mecanismos ecofisiológicos que permitem a sua sobrevivência neste ambiente.
Em um pequeno espaço encontramos uma diversidade de organismos. Neste ambiente vivem animais e plantas que são utilizados pelo homem. Exemplo de animal: o mexilhão, que é utilizado na alimentação humana. Exemplo de planta: Alga vermelha
Vivem também outras algas de onde são extraídos produtos químicos amplamente utilizados na indústria têxtil, farmacêutica e de cosméticos. 
 
(Texto(adaptado) do áudio de Domínio Público - Tome Ciência - O Costão), a conversa é com a professora Marilza Cordeiro Marinho.
O áudio está disponível para download no site Domínio Público. Para conferir acesse o link http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=103063