Travessão

O travessão, que é um hífen prolongado (–), é empregado nos seguintes casos:
a) substitui parênteses, vírgulas, dois-pontos:
O controle inflacionário – meta prioritária do Governo – será ainda mais rigoroso.
As restrições ao livre mercado – especialmente o de produtos tecnologicamente avançados – podem ser muito prejudiciais para a sociedade.

b) indica a introdução de enunciados no diálogo:
Indagado pela comissão de inquérito sobre a procedência de suas declarações, o funcionário respondeu:
– Nada tenho a declarar a esse respeito.

c) indica a substituição de um termo, para evitar repetições:
O verbo fazer, no sentido de tempo transcorrido, é utilizado sempre na 3ª pessoa do singular: faz dois anos que isso aconteceu.

d) dá ênfase a determinada palavra ou pensamento que segue:
Não há outro meio de resolver o problema – promova-se funcionário.
Ele reiterou suas ideias e convicções – energicamente.

Fonte: Manual de Comunicação da Presidência da República